<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
New call-to-action

Adega climatizada pequena: conheça as vantagens e desvantagens

Todo verdadeiro amante de vinho encontra na sua paixão pela bebida um momento no qual ter uma adega climatizada torna-se imprescindível. Seja porque os espaços para armazenar os rótulos acabaram, ou porque percebe que eles não estão atingindo seu verdadeiro potencial

Quando este momento chega, é comum que a escolha seja por uma adega climatizada pequena. Investimentos menores e praticidade na instalação são alguns dos motivos que tornam essa opção tão popular. 

No entanto, hoje eu te convido a refletir sobre todas as vantagens e desvantagens que envolvem essa escolha, para que você possa fazer uma compra mais consciente. 

Vantagens de comprar uma adega climatizada pequena

 Em resumo, uma adega climatizada pequena, tem como principal objetivo armazenar os rótulos de vinho na sua temperatura de serviço ideal. Ou seja, deixá-los sempre prontos para serem saboreados, e tornando os baldes de gelo, por exemplo, completamente obsoletos. 

Por conta da alta rotatividade dos rótulos armazenados, as preocupações com os Vilões do Vinho não costumam ser tão alarmantes. No entanto, é sempre importante lembrar que vinhos armazenados por longos períodos precisam de um ambiente totalmente controlado e sem grandes variações de temperatura, umidade, luz e até mesmo vibração. 

No Brasil, um país com grande diversidade climática, a adega climatizada é o único ambiente que pode oferecer as condições perfeitas para os vinhos florescerem. 

Bem, a partir do entendimento sobre o que torna a adega climatiza essencial, o próximo passo é pesquisar modelos de adegas que sejam ideais para a sua coleção, o espaço na casa ou escritório disponível e claro, as projeções para o futuro - afinal, as adegas te acompanharão por muitos anos. 

O primeiro e mais óbvio estudo que precisa ser feito é em relação ao número de garrafas que planeja-se armazenar. Um cuidado especial deve ser levado em consideração na hora de fazer este cálculo, pois um dos erros mais comuns que compradores de sua primeira adega cometem é olhar apenas para os rótulos atuais, sem considerar os hábitos de compra e de consumo. 

Para não cometer essa gafe e, como consequência, acabar com uma adega que torna-se em pouco tempo pequena demais, sugerimos que se faça uma conta básica, levando em conta o consumo mensal, dividido pelo hábito de compra semanal x 12 meses. Vou dar um exemplo: se você consome duas garrafas por semana e compra 12 por mês, ao final de um ano, deve ter capacidade para armazenar 48 garrafas. Nesse ritmo, ao final de dois anos, você terá quase 100 garrafas em sua coleção.

Cuidados especiais na hora de comprar vinhos para sua adega pequena.

Outro ponto importante nessa discussão é o espaço disponível para a instalação da adega. Para aqueles que amam décor e estão sempre em busca de ambientes perfeitamente equilibrados, entender onde a adega ficará - lembrando de levar em conta coisas como fonte elétrica, espaço de 6cm entre todas as paredes de adega, ambientes com poucos oscilações de temperatura, etc (confira tudo neste artigo) - é vital. Claro que os ambientes são orgânicos e podem sempre transformarem-se com o tempo, mas é bom que sejam mudanças planejadas.  

Há diversos modelos de adegas pequenas e uma das vantagens dela é que você não precisa ter um espaço enorme para ter um bom equipamento para armazenar os seus vinhos. 

Elas podem ser colocadas na cozinha, na sala de jantar, no bar, na varanda, no home office, no vão da escada. Há uma infinidade de possibilidades e é só deixar a imaginação rolar solta. Alguns modelos são perfeitos para embutir nos móveis ou projetos de marcenaria, por exemplo. 

New Call-to-action

Cuidados ao comprar uma adega climatizada pequena

O maior e mais importante cuidado ao comprar uma adega pequena é entender se ela de fato suprirá as suas necessidades. Quer dizer, se a falta de ambientes ideais para os vinhos é um problema (causado pelo crescente número de rótulos adquiridos), logo as adegas menores correm o risco de tornarem-se “pequenas demais”. 

O motivo é simples, se seus hábitos de consumo e compra de vinhos estão em uma crescente, e você compra uma adega para resolver uma questão momentânea, o crescimento manterá-se e voltará a trazer preocupações. 

Comprar a segunda adega, alguns meses depois da primeira é uma das coisas mais comuns para quem está começando neste universo. E isso é uma pena, pois na grande maioria das vezes, uma adega maior solucionaria os problemas por muito mais tempo, e o investimento ainda seria menor. 

A cultura que envolve a degustação é tão apaixonante, que dobrar o número de rótulos da sua coleção em meses é muito mais usual do que parece. 

No entanto, o que realmente importa é que os vinhos estejam armazenados em uma adega climatizada, independentemente de seu tamanho. Só assim, podemos de fato experienciar o verdadeiro sabor de cada taça. 

Já sabe qual adega é perfeita para você? Acesse nossa loja virtual e encontre o match perfeito!

Escrito por Rafaela Vidigal

Rafaela Vidigal, formada em administração, integra desde 2007 a equipe da Art des Caves. Atualmente vem descobrindo os encantos do marketing. Adora cantar no carro ­(mesmo cantando muito mal), ama comer, beber bons vinhos e dar boas risadas. Acredita que toda garrafa vazia está cheia de boas histórias!

Comentários:
0