<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Linha Sommelier

Vinhos amarelos? Saiba tudo sobre essa bebida rara!

Entre as características físicas de um vinho, a mais fácil para identificá-los e diferenciá-los é por sua cor. Existem vinhos brancos, vinhos tintos, rosés, vinhos verdes e muitos outros. Mas, neste artigo, vamos falar sobre um dos vinhos de coloração mais rara do mundo: o vinho amarelo.

Quer saber mais sobre este tipo de vinho francês, sua produção e como ele adquire suas características únicas? Então este texto é para você!

Produção

Produção

Há apenas uma região produtora de vinho amarelo. Chama-se Château Chalon, fica no leste francês, entre a Borgonha e a Suíça. A uva usada para a produção do vinho amarelo é uma uva local, branca, chamada Savagnin, da família Traminer.

Para produzi-lo, as uvas Savagnin são prensadas e o suco fermentado. O vinho é então colocado num barril de carvalho aberto, exposto ao oxigênio. Há um detalhe um importante: o vinho fica protegido por uma fina película de levedo, chamada de voile, que se forma sobre a superfície da bebida. A película permite uma oxidação suave do vinho que ficará no barril por seis anos e três meses. A cor amarelada é resultado da oxidação no barril de carvalho ao longo dos anos. Nesse processo acontece bastante evaporação.

O processo de produção dos vinhos amarelos lembra a produção do xerez, o famoso vinho fortificado feito em torno da cidade de Jerez, na Espanha.

A embalagem peculiar do vinho amarelo

A embalagem peculiar do vinho amarelo

Imagem: https://jornal.usp.br/atualidades/vinho-amarelo-a-joia-longeva/

Outra característica visual marcante do vinho amarelo é a embalagem. Ele vem em uma embalagem de 620 ml, chamada clavelin. Ela parece uma garrafa de Bordeaux, mas mais gorda de baixa. É a única embalagem autorizada para os vinhos amarelos.

Sabor e harmonização

O sabor do vinho amarelo é o sabor mineral dos vinhos oxidados. É extremamente seco e lembra frutas secas. Na região onde é produzido, é comum harmonizá-lo com um queijo local chamado Comté.

Mesmo após aberto, o vinho amarelo tem seu sabor preservado por bastante tempo, devido ao processo de oxidação pelo qual passou.

Algum enófilo por aqui possui um vinho amarelo em sua coleção? Conte-nos!

Escrito por Bruno Hermenegildo

Bruno Hermenegildo é Sommelier International, formado pela FISAR (Federazione Italiana de Sommeliers), outorgado com o grau de Wine Master nas regiões do Piemonte e Toscana (Itália), graduado como Advanced pela Wine&Spirits (Londres) e também graduado em Gastronomia. Bruno é membro da Confraria dos Sommeliers de São Paulo, a mais concorrida confraria profissional do Brasil.

New call-to-action
Comentários:
0