<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Conheça a tecnologia da dupla poda, a do premiado Vinho Maria Maria

Falamos anteriormente aqui no blog do internacionalmente premiado Vinho Maria Maria, elaborado a partir da tecnologia da dupla poda, desenvolvida pelo Núcleo Tecnológico Uva e Vinho da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig).

Hoje o nosso assunto é justamente a dupla poda. Afinal, no que consiste essa tecnologia? Qual a importância dela, consequentemente, para a uva e para o vinho?

O que é a dupla poda?

A dupla poda, também chamada poda invertida, é a inversão do ciclo produtivo da videira, alterando para o inverno o período de colheita das uvas destinadas à produção de vinhos finos.

Segundo a Epamig, o método – que tem duração de aproximadamente um ano - consiste na realização de duas podas, uma de formação dos ramos produtivos no mês de agosto e outra de produção (poda efetiva de frutificação), em janeiro.

Com isso, a videira começa a brotar em fevereiro, floresce em março e tem seus cachos começando a se formar em abril.

No Brasil, a dupla poda ocorre na região da Mantiqueira (Sul de Minas, Rio de Janeiro e São Paulo), historicamente associada à produção de café.

De acordo com alguns produtores, que participam de estudos e trabalham em cooperação com a Epamig, somente com a colheita no inverno é possível produzir vinhos finos em um país tropical e numa região de elevada altitude como a Mantiqueira.

Vinho fino: uma combinação de fatores

Uma combinação de fatores climáticos - tempo seco, dias ensolarados e noites frias -, de acordo com pesquisadores da Epamig, ocasionam na colheita de uma uva sã, de maturação plena e que apresenta mais aroma e maior concentração de cor.

Nas melhores regiões produtoras de vinhos do mundo, fatores climáticos semelhantes contribuem para o incremento da qualidade da bebida.

Além do Maria Maria - vencedor de uma das categorias do Decanter World Wine Awards 2017, organizado pela revista inglesa Decanter, uma das mais importantes sobre vinhos no mundo - outros quatro dos 15 vinhos brasileiros premiados foram elaborados com a tecnologia da dupla poda.

Hoje falamos da tecnologia da dupla poda, responsável pela produção de premiados vinhos brasileiros. Tem alguma outra sugestão de assunto para tratarmos aqui no blog? Deixe nos comentários abaixo!

Comprar Adega de Vinho: tudo o que você precisa saber

Escrito por Rafaela Vidigal

Rafaela Vidigal, formada em administração, integra desde 2007 a equipe da Art des Caves. Atualmente vem descobrindo os encantos do marketing. Adora cantar no carro ­(mesmo cantando muito mal), ama comer, beber bons vinhos e dar boas risadas. Acredita que toda garrafa vazia está cheia de boas histórias!

Comentários:
0