<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Conheça a rota do vinho na Argentina

Ser um enófilo brasileiro tem suas vantagens, não é mesmo? Além de presenciar uma cultura de vinhos em ascensão, ainda estamos próximos de países de importantes rótulos, como Argentina e Chile. E, no texto de hoje, eu vou te apresentar mais sobre a famosa rota do vinho na Argentina.

Em poucas horas de avião mais alguns quilômetros rodados de carro, é possível visitar algumas das melhores vinícolas do mundo, degustar os fantásticos Malbecs, especialidade dos hermanos, e, de quebra, apreciar uma linda paisagem e aproveitar as maravilhas da gastronomia local.

Ficou curioso? Então conheça mais sobre essa incrível rota do vinho e saiba como aproveitá-la!

Os encantos de Mendoza

Os encantos de Mendoza

A região do Cuyo, no centro-oeste argentino, com o clima seco e terras de boas qualidades, bem no meio da Cordilheira dos Andes, é responsável por 80% do vinho da Argentina. É aí que fica a principal rota do vinho na Argentina e nela estão as cidades de Mendoza, San Juan e San Luis.

A produção principal é de Malbec, mas também há variedade, com produção de Merlot, Cabernet Sauvignon, Barbera, Syrah, Riesling, Sauvignon Blanc, Chardonnay, Semillón e Chenin.

Em Mendoza, o principal vinho produzido é o Malbec com destaques para as regiões de Luján de Cuyo, Agrelo, Valle de Uco, Tunuyán e San Carlos, e San Rafael. Algumas bodegas ficam em Godoy Cruz. Entre as principais adegas da região estão:

Bodega Catena Zapata, no Valle de Uco

Bodega Catena Zapata, no Valle de Uco

O vinho Catena Zapata é um dos mais procurados da Argentina. Um dos pontos altos da experiência são a arquitetura local, com seu prédio em forma de pirâmide, e é claro, o delicioso vinho!

Mas, atenção: Por ser uma das bodegas mais procuradas da Argentina, o ideal é fazer reserva com bastante antecedência.

Bodegas Salentein, no Valle de Uco

Bodega Catena Zapata, no Valle de Uco

Uma das cinco melhores bodegas de Mendoza. Possui wine bar, restaurante e pousada. Os guias são muito atenciosos e dão dicas para que o grupo aproveite ao máximo o sabor e aroma dos vinhos durante a degustação e promovem um debate no fim do tour.

Bodega Lagarde, em Luján de Cuyo

Bodega Lagarde, em Luján de Cuyo

A Bodega Lagarde tem uma visita guiada muito bem estruturada com explicação de todo o processo produtivo do vinho, desde a colheita até o engarrafamento. Também possui wine bar e restaurante.

Achados em San Juan

Achados em San Juan

Em San Juan, você encontrará adegas bem familiares e de pequena escala, mas há achados incríveis por lá. O Vale del Tulum é um grande produtor de vinhos finos e de licores.

Aproveite o passeio e pense em vinhos diferentes para abastecer sua adega. Como o Brasil é um grande importador de vinho argentino, muitos rótulos você deve encontrar por aqui, então foque nas novidades.

Se quer fazer uma rota do vinho, mas prefere um lugar mais próximo inicialmente, que tal conhecer a rota do vinho de São Roque?

Você já fez a rota do vinho da Argentina? Quais foram as suas vinícolas favoritas? Qual foi o vinho mais incrível que tomou por lá? Compartilhe nos comentários!

Escrito por Rafaela Vidigal

Rafaela Vidigal, formada em administração, integra desde 2007 a equipe da Art des Caves. Atualmente vem descobrindo os encantos do marketing. Adora cantar no carro ­(mesmo cantando muito mal), ama comer, beber bons vinhos e dar boas risadas. Acredita que toda garrafa vazia está cheia de boas histórias!

New call-to-action
Comentários:
0