<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

O que é e como é feito o vinho fortificado?

Você, admirador da bebida dos deuses, sabe o que é um vinho fortificado? Tem ideia de como ele é feito e quais tipos são classificados nessa categoria?

Vinho fortificado, essencialmente, é aquele que tem aguardente vínica ou outra bebida destilada adicionada durante o seu processo de produção, o que faz dele um vinho com alto teor alcoólico, mais “forte”.

A princípio, o objetivo era conservá-lo por mais tempo a fim de manter suas características preservadas, já que o álcool é um antisséptico natural.

A produção atual dos vinhos fortificados

Com suas qualidades específicas, os vinhos fortificados continuam sendo produzidos até hoje, mesmo com a evolução dos processos de conservação da bebida de Baco.

Lembremos que a alta concentração alcoólica das bebidas destiladas utilizadas no vinho fortificado, além de provocar a morte das leveduras (responsáveis por transformar o açúcar em álcool), interrompe o seu processo de fermentação.

Isso mantém uma quantidade de açúcar na bebida dos deuses que não é convertida em álcool, o que deixa o vinho fortificado, além de mais robusto, mais doce.

Principais tipos de vinho fortificado

Abaixo, falaremos de três dos principais tipos de vinho fortificado. Cada um deles tem uma peculiaridade que você irá adorar conhecer!

Porto

Vinho conhecido mundialmente produzido na região de Douro, no Norte de Portugal, é naturalmente doce e forte (entre 19 e 22º de álcool). Tem seu processo de fermentação interrompido dois ou três dias após o início, através da adição de aguardente vínica.

Xerez

Ao contrário do vinho do Porto, o Xerez é elaborado com uvas brancas e tem sua fortificação ocorrida durante e após o processo de fermentação, podendo ser extremamente seco ou absurdamente doce. Tem seu nome derivado da região onde é elaborado, Jerez de la Frontera, no Sul da Espanha.

Madeira

Outro português da lista, é o vinho fortificado na Ilha da Madeira, situada no Oceano Atlântico a Sudoeste da costa portuguesa. É mais seco que o vinho do Porto, em razão do maior tempo de fermentação.

E então, que tal agora experimentar uma das opções de vinho fortificado sugeridas pelo blog? Não deixe de compartilhar conosco sua experiência nos comentários abaixo!

Comprar Adega de Vinho: tudo o que você precisa saber

Escrito por Bruno Hermenegildo

Bruno Hermenegildo é Sommelier International, formado pela FISAR (Federazione Italiana de Sommeliers), outorgado com o grau de Wine Master nas regiões do Piemonte e Toscana (Itália), graduado como Advanced pela Wine&Spirits (Londres) e também graduado em Gastronomia. Bruno é membro da Confraria dos Sommeliers de São Paulo, a mais concorrida confraria profissional do Brasil.

Comentários:
0