<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Aprenda a cultivar uvas para a produção de vinhos

Aprenda a cultivar uvas para a produção de vinhos

Você sabia que a qualidade de um vinho começa no ato de cultivar boas uvas? Isso mesmo! Para se produzir uma boa bebida dos deuses são necessários, primeiramente, alguns cuidados com a fruta que se iniciam desde a sua plantação.

Antes, devemos lembrar que boas uvas podem ou não significar ótimos vinhos futuramente. Já uvas ruins jamais irão render uma boa bebida de Baco!

Espécies de videiras

Para começar, é preciso saber que existem duas principais espécies de videiras: a Vitis vinifera e a Vitis labrusca, conhecida também como uva americana.

A primeira, de origem europeia e mais adequada para a produção de vinhos finos (como um Cabernet Sauvignon), tem mais açúcar e taninos. Ambos são componentes essenciais, respectivamente, na produção de álcool e na preservação das características da bebida.

Já a segunda, oriunda da América do Norte, produz frutas de mesa e outras espécies para a fabricação de sucos e vinhos mais populares.

Como começar a cultivar uvas para produzir bons vinhos?

A produção de um bom vinho começa na escolha do solo e do clima, determinantes diretos na qualidade da bebida.

Em relação ao solo, o conceito de terroir é definido antes mesmo da plantação das videiras. Dependendo do local, serão necessárias correções do solo, agregando ou retirando nutrientes dele.

Além disso, devem ser estudadas anteriormente as melhores formas de se irrigar e drenar esse solo e a plantação.

Especialistas dizem que a melhor forma de irrigação para cultivar boas frutas acontece artificialmente. Isso aumenta o custo da implantação de um vinhedo, mas permite um maior controle da plantação.

Em termos de clima, a planta prefere temperaturas entre 15 e 30 graus. Mas o fundamental é ter oscilação de temperatura. Dias quentes e noites frescas.

Desde o plantio, são necessários cerca de três anos para que uvas possam ser fermentadas em vinhos. O ideal, no entanto, é esperar até os cinco anos, quando a planta começa a apresentar de forma mais consistente as características do terroir.

Por ser trepadeira, a cultura precisa de suporte para a sustentação dos ramos. O sistema de condução mais utilizado no Brasil e no mundo para produção de uvas para vinhos finos é o espaldeira, com a videira na vertical, em armações formadas por postes.

Colheita

No Brasil, a colheita na maioria das regiões acontece no outono - as exceções são as uvas brancas de algumas localidades.

O primeiro sinal de mudança para uma estação mais fria acontece na coloração das folhas, que ficam mais pálidas ou então adquirem um tom mais avermelhado, dependendo da espécie.

Na colheita, são necessários alguns cuidados. Dependendo da casta da uva, é preciso prová-la antes do processo.

É necessária, ainda, muita cautela na hora de retirar os cachos. Isso deve acontecer quando a temperatura não estiver muito alta, pois o calor interno dos grãos dificulta o início da fermentação das uvas.

Acertando na plantação e na colheita, o próximo passo é a produção de um bom vinho. Mas isso é assunto para um outro post no blog!

Hoje você conheceu algumas técnicas de como cultivar boas uvas para produzir bons vinhos. Ficou alguma dúvida? Escreva para nós nos comentários abaixo!

Comprar Adega de Vinho: tudo o que você precisa saber

Escrito por Bruno Hermenegildo

Bruno Hermenegildo é Sommelier International, formado pela FISAR (Federazione Italiana de Sommeliers), outorgado com o grau de Wine Master nas regiões do Piemonte e Toscana (Itália), graduado como Advanced pela Wine&Spirits (Londres) e também graduado em Gastronomia. Bruno é membro da Confraria dos Sommeliers de São Paulo, a mais concorrida confraria profissional do Brasil.

Comentários:
0