<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Linha Sommelier

Veganos podem beber vinho?

VEGANOS PODEM BEBER VINHO?

Poucos se dão conta, mas alguns vinhos não são feitos apenas por componentes de origem vegetal. Na busca de uma maior produção e em curto tempo, algumas indústrias utilizam ingredientes de procedência animal para clarificar o líquido, ao invés de esperarem o tempo natural de decantação.

Já que o veganismo é um princípio que busca excluir todas as formas de exploração e crueldade com animais, seja para alimentação, vestuário ou qualquer outra finalidade, decidimos destacar alguns agentes não naturais utilizados durante o processo de fabricação da bebida dos deuses.

Componentes como a caseína (proteína do leite), gelatina (proteína animal) e albumina (vinda da clara do ovo) são alguns dos elementos para clarear o vinho. Sua principal função é remover células mortas, fragmentos das cascas das uvas, dos talos, sementes, polpas e substâncias microscópicas que sobraram da fermentação. O objetivo é tornar o vinho claro, brilhante e bonito de se ver.

Claras de ovo, por exemplo, têm sido utilizadas há anos nas vinícolas da Europa. Naquela época, os monges as utilizavam para "afinar" seus vinhos e passavam as gemas para as freiras produzirem doces. Não é à toa que as famosas sobremesas portuguesas são feitas à base deste alimento, como o Pastel de Belém.

Além de melhorar o aspecto visual da bebida, a utilização desses componentes faz com que a bebida fique pronta rapidamente, barateando a sua produção. Vale lembrar que quanto mais tempo a bebida leva para ser comercializada, mais cara ela fica para o produtor e, futuramente, para os consumidores.

A fabricação dos vinhos veganos

A FABRICAÇÃO DOS VINHOS VEGANOS

Antes de escolher o seu tipo preferido de vinho, é preciso conhecer quem está por trás de sua fabricação. Se você busca informações específicas, não confie nos rótulos. Contudo, algumas marcas - especialmente americanas - já disponibilizam dizeres em suas embalagens. Se você ler “não afinado e não filtrado”, significa que provavelmente não foi utilizado nenhum agente clarificador, ou seja: pode ser consumido por um vegano.

Para não ficar em dúvida, escolha o vinho kosher, pois são feitos de acordo com critérios rigorosos da lei judaica, entre eles está a não utilização de alimentos de origem animal. Para os judeus, a bebida tem um significado importante, mas deve ser produzida seguindo suas práticas religiosas, entre elas, a supervisão de um rabino.

Como perceber se o vinho é vegano?

COMO PERCEBER SE O VINHO É VEGANO?Mesmo que os fabricantes utilizem estes elementos, nenhum deles vai alterar o sabor e o aroma do vinho. Eles sequer se mantêm na composição da bebida, tendo em vista que as substâncias usadas para a clarificação não são informadas nos próprios rótulos. Nem mesmo os paladares mais apurados são capazes de percebê-los.

Porém, o que mais importa são os princípios e as ideologias que orientam os adeptos ao veganismo. Além disso, é bom saber também que alguns rótulos utilizam somente métodos de auto clarificação natural. Estes são considerados “artesanais”, onde evitam processos artificiais de clarificação e filtragem.

Você também apoia causas que não demandam exploração animal? Conhece alguns rótulos apropriados para os veganos? Deixe um comentário em nosso blog e fique por dentro das curiosidades da bebida mais antiga do mundo.

Comprar Adega de Vinho: tudo o que você precisa saber

Escrito por Bruno Hermenegildo

Bruno Hermenegildo é Sommelier International, formado pela FISAR (Federazione Italiana de Sommeliers), outorgado com o grau de Wine Master nas regiões do Piemonte e Toscana (Itália), graduado como Advanced pela Wine&Spirits (Londres) e também graduado em Gastronomia. Bruno é membro da Confraria dos Sommeliers de São Paulo, a mais concorrida confraria profissional do Brasil.

Comentários:
0