<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Mulheres estão cada vez mais presentes no mundo dos vinhos

As mulheres têm conquistado progressivamente mais espaço no mercado de trabalho e, no mundo dos vinhos, não têm sido diferente. Antes predominantemente masculino, o setor está começando a se render à capacidade feminina.

Mulheres, uni-vos por um mundo com mais oportunidades para enólogas, enófilas, sommeliers e vinicultoras!!

Mulheres na degustação de vinhos

Mulheres na degustação de vinhos

Uma pesquisa publicada em 2018 pela revista Food Quality and Preference comprovou que as mulheres possuem um paladar mais apurado e, portanto, são capazes de distinguir sabores que normalmente não são percebidos pelos homens.

Inicialmente, o estudo queria analisar se a faixa etária impactaria na percepção que os amantes de vinho têm durante a degustação, o que de fato pode acontecer. No entanto, os resultados mostraram que possuímos mais facilidade para distinguir os tipos de vinhos degustados.

Os pesquisadores afirmam que essa facilidade feminina se deve ao fato de sermos muito mais racionais do que os homens na hora da prova. Eles, em geral, possuem um comportamento mais emocional e, por isso, teriam mais dificuldade de perceber as diferenças.

Fora esta descoberta, ainda têm o fato de possuirmos um olfato mais apurado, o que impactaria diretamente na nossa capacidade de saborear os alimentos. De acordo com estudo de 2014 da Universidade Federal do Rio de Janeiro, a área do cérebro responsável por processar os aromas é 50% mais desenvolvidas nas mulheres.

Adicione a isso o fato de que, nos últimos anos, as mulheres têm procurado mais trabalhar com suas paixões, incluindo o vinho, e nossa presença em áreas onde o domínio dos homens era exclusivo começa a ser sentida.

Cresceu o número de mulheres sommeliers no mundo. Em algumas empresas, o quadro chega a ser quase que 100% composto por pessoas do sexo feminino. Pouco a pouco, vamos conquistando este espaço, com nossa competência e perseverança.

O caminho nem sempre é fácil, pois ainda existe uma certa dose de preconceito, especialmente de pessoas de gerações mais antigas. Levamos em conta que, há algumas décadas, o mercado de restaurantes era totalmente fechado para as mulheres. Mesmo que a barreira do sexismo ainda exista neste meio, na cozinha ou harmonizando os pratos com vinhos, a capacidade feminina de trabalho é inegável.

Muitas mulheres já conquistaram um dos títulos mais difíceis que é o de Master Sommelier. Todos os anos, possuímos pelo menos uma entre os formandos. Isso não é pouca coisa, se pensarmos que é uma formação extremamente rigorosa e bastante concorrida, com uma taxa de aprovação baixíssima. O ano em que Élyse Lambert conquistou o título, foram 63 candidatos e apenas dez conseguiram, sendo duas mulheres.

Da terra à mesa

Da terra à mesa

Engana-se quem pensa que nós estamos satisfeitas somente em trabalhar nos restaurantes. É cada vez maior a presença feminina também na vitivinicultura. Atualmente, muitas vinícolas são geridas por mulheres, enólogas, que se preocupam com a produção do vinho desde a semente até a entrega ao cliente. Qualidade da produção, desenvolvimento de novos sabores, atenção à fermentação, engarrafamento e tudo o que faz parte deste mundo está em suas mãos.

Estas damas entendem a fundo o negócio, buscam novos clientes, explicam o processo de produção e formação dos aromas que seus vinhos possuem e qual a melhor forma de degustar e de acompanhar a bebida, para que ela seja aproveitada em todo o seu esplendor.

Mesmo no mercado das cervejas estamos presentes. Este mundo também cresceu, especialmente depois que a produção artesanal e a importação de rótulos de variados países chegaram ao Brasil. Mesmo para aqueles que preferem uma cerveja, a variedade de sabores e intensidades é muito grande.

Neste mercado, os homens também têm dividido espaço. Em 2017, uma grande fabricante de cervejas tinha 18 mulheres em seu quadro de 26 especialistas. Entre a degustação de uma nova receita e outra, elas têm como principal trabalho conquistar novos clientes, ensinar garçons a harmonizar a bebida com um prato, ou seja, fazem vendas, marketing e o ensino da harmonização de sabores.

Futuro

Futuro

Acredito que o passado serve para nos impulsionar para um futuro ainda mais brilhante. Como mulheres, temos muito espaço para conquistar e, assim, termos as mesmas oportunidades e sem esbarrar em preconceitos ou na estranheza das pessoas. Não importa em qual área. Eu poderia estar escrevendo sobre engenharia aeroespacial, não é mesmo? Somos muito capazes quando colocamos nossas paixões a favor de nossas conquistas.

Todas merecemos crescer e deixar um belo legado às futuras gerações. Força meninas, porque não existe nada mais recompensador do que fazer o que se ama.

Você conhece muitas mulheres no mundo dos vinhos? Deseja ser uma? Conte-nos!

Escrito por Rafaela Vidigal

Rafaela Vidigal, formada em administração, integra desde 2007 a equipe da Art des Caves. Atualmente vem descobrindo os encantos do marketing. Adora cantar no carro ­(mesmo cantando muito mal), ama comer, beber bons vinhos e dar boas risadas. Acredita que toda garrafa vazia está cheia de boas histórias!

Comentários:
0