<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Mito ou verdade: o vinho provoca enxaqueca?

Não é novidade que o vinho leva fama de causador de dores de cabeça. Entretanto, se você é um grande apreciador da bebida, fique tranquilo! Uma análise feita por neurologistas brasileiros constatou que o problema vai além da quantidade consumida, da variedade e dos elementos que compõem algumas espécies de uvas.

Dados de uma pesquisa apresentada em congresso americano apontam que 33% dos consumidores assíduos de vinho têm se queixado de crise de enxaqueca. Para o estudo, foram selecionadas cinco variedades da América do Sul: Malbec, Tannat, Cabernet Sauvignon e Merlot. Porém, Tannat e Malbec foram as que mais causaram os episódios de dor.

A explicação, de acordo com o estudo, é a maior concentração de taninos - radicais flavonóides que compõem as uvas tintas. Este composto é responsável por garantir sabor, cor e proporcionar saúde ao coração. Em contrapartida, também pode desencadear o mal-estar.

As uvas que podem causar mais enxaqueca

AS UVAS QUE PODEM CAUSAR MAIS ENXAQUECA

As variedades de tintos mais propensas a dar dores de cabeça são as espécies de uvas de cascas mais grossas e sementes maiores. Mesmo assim há diferenças nas composições de bebidas feitas a partir da mesma qualidade da fruta. A pesquisa percebeu que a quantidade de tanino da Cabernet Sauvignon da França é 20% maior do que a produzida na América do Sul.

Os apreciadores da bebida dos deuses e que estão mais propícios à enxaqueca devem ficar atentos aos rótulos. Uma boa alternativa é procurar um tipo produzido a partir de uvas menos tânicas, como aquelas de cascas mais finas. Estas dão origem a vinhos de estrutura mais leve e textura delicada. Variedades como Pinot Noir e Gamay também podem ser ótimas opções.

Cuidados para evitar a enxaqueca

CUIDADOS PARA EVITAR A ENXAQUECAQuem sofre com enxaqueca não precisa abrir mão do vinho. O ideal é não combinar fatores que causam a crise, como beber de estômago vazio, após um dia de estresse ou no período pré-menstrual.

Tente sempre escolher vinhos de boa qualidade, prefira os brancos e lembre-se de ingerir água entre uma taça e outra para manter-se hidratado. Outra dica para evitar esse mal-estar é priorizar garrafas com menor teor alcoólico.

É importante enfatizar que o vinho não provoca a doença. Contudo, se perceber que apenas um gole já é suficiente para provocar enxaqueca, procure um especialista e verifique como está a sua saúde. Quanto mais entendemos do assunto, mais estamos aptos a fazer escolhas inteligentes para mantermos uma vida prazerosa e saudável.

Vale lembrar que tudo em excesso faz mal. O consumo moderado e regular do vinho garante diversos benefícios para o nosso corpo. Saiba o porquê que a bebida dos deuses faz bem a saúde e conheça oito de seus benefícios.

Se você gosta de vinho e se identificou com essa matéria, nos conte abaixo. Queremos conhecer as suas uvas favoritas e qual você gostaria de experimentar. Acompanhe o nosso blog e fique sabendo tudo sobre a bebida dos deuses!

Comprar Adega de Vinho: tudo o que você precisa saber

Escrito por Rafaela Vidigal

Rafaela Vidigal, formada em administração, integra desde 2007 a equipe da Art des Caves. Atualmente vem descobrindo os encantos do marketing. Adora cantar no carro ­(mesmo cantando muito mal), ama comer, beber bons vinhos e dar boas risadas. Acredita que toda garrafa vazia está cheia de boas histórias!

Comentários:
0