<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Qual impacto no consumo de energia de uma adega climatizada?

Hoje trataremos no blog de uma questão que intriga muitos apreciadores de vinho: o consumo de energia de uma adega. Por ter de ficar ligado o tempo todo, muitos imaginam que pode ter impacto significativo gasto energético da casa.

Para traçar um comparativo, vamos usar como exemplo uma geladeira duplex de 350 litros, uma das mais comuns em grande parte das residências e equipamento que também permanece ligado à tomada 24 horas.

A média de consumo desse tipo de geladeira é de aproximadamente 56 kWh (Kilowatt hora) por mês. Já o consumo de energia de uma adega climatizada é quase a metade, em torno de 31 kWh.

Só para ter uma ideia, em uma casa onde moram duas pessoas que tomam banhos de aproximadamente 15 minutos ao dia, o consumo é de cerca de 80 kWh no mês.

Consumo de energia de uma adega é quase irrelevante

Em um cálculo rápido, percebemos que o impacto na conta não será significativo com a instalação de uma adega climatizada. Menos até do que o valor de uma garrafa de vinho.

Tomemos como base São Paulo, a tarifa mais cara do País, e o consumo médio de uma residência no Brasil, em torno de 160 kWh por mês. Acrescentando-se o consumo extra mensal de uma adega, de 31 kWh, o valor adicional na conta de energia oscilaria entre R$ 16,16 e R$ 17,34, dependendo da bandeira tarifária do momento.

Ou seja, o custo-benefício é altamente vantajoso para quem deseja apreciar em sua essência um bom vinho, cujo armazenamento e conservação adequados influenciam diretamente no sabor, aroma e outras virtudes da bebida.

Tecnologia de ponta, menor consumo

Em busca de aprimorar cada vez mais a qualidade de suas adegas, há 20 anos a Art Des Caves investe continuamente em inovação tecnológica. Por isso seus equipamentos são dotados de um compressor inteligente, que entre outras vantagens, possibilita redução de cerca de 30% no consumo de energia da adega climatizada.

Além da eficiência energética, o compressor possui menor nível de ruído, o que poderia comprometer a qualidade do vinho armazenado, e ainda melhor controle da temperatura, outro fator que poderia interferir na qualidade da bebida. Lembre-se que, quanto menor oscilação na temperatura mais se conserva as propriedades do vinho armazenado.

Então, tirou suas dúvidas sobre consumo de energia de uma adega climatizada? Há mais perguntas que gostaria de fazer. Se tiver, é só entrar em contato conosco. Deixe seus comentários!

Comprar Adega de Vinho: tudo o que você precisa saber

Escrito por Rafaela Vidigal

Rafaela Vidigal, formada em administração, integra desde 2007 a equipe da Art des Caves. Atualmente vem descobrindo os encantos do marketing. Adora cantar no carro ­(mesmo cantando muito mal), ama comer, beber bons vinhos e dar boas risadas. Acredita que toda garrafa vazia está cheia de boas histórias!

Comentários:
0