<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Top of Mind no Brasil em Adegas e Climatização

Destinos para abastecer sua adega com os melhores vinhos

Publicado por Bruno Hermenegildo em 17/nov/2016 9:00:00

Destinos para abastecer sua adega com os melhores vinhos

Aumentam constantemente o número de regiões do mundo que passaram a ser tornar produtoras de vinho, entretanto mantendo a tradição desta charmosa bebida, destaca-se 10 países que são responsáveis por aproximadamente 80% do mercado mundial de vinhos. Vamos conhecê-los:

França

FRANÇA

Famosa mundialmente por sua história a França possui uma variação climática e geográfica que contribui para uma produção diversificada de vinhos, com peculiaridades que permite a degustação de maravilhas produzidas em seu solo de sabor inigualável.

Principais regiões produtoras da França:

  • Bordeaux responsável pela produção de Chateaux de notável reputação pelo paladar marcante.
  • Borgonha onde se consagram Pinot Noir e a Chardonnay, marcados pela sutileza de sabores em sua característica predominante.
  • Vale do Loire e da Alsácia, são destacados por sua essência, maior suavidade e requinte, mantendo-se em evidência por seus vinhos brancos.
  • A região sudoeste da França é o berço para Malbec, atualmente muito bem conceituada na Argentina

Itália

Itália

A gastronomia italiana é uma das mais apreciadas no mundo todo, por ter a especialidade em massas, que consequentemente combina muito bem com vinhos. As vinícolas italianas produzem vinhos de alta qualidade.

Principais regiões produtoras da Itália:

  • Toscana, além de possuir paisagens maravilhosas, a região possui terras adequadas ao plantio da uva. São mais de sete mil vinhedos que produzem os vinhos brancos Chardonnay, Malvasia, Sauvignon Blanc, Trebbiano e Vernaccia, e os tintos Cabernet Sauvignon, Canaiolo, Merlot e Sangiovese. Em setembro acontece o mês do vinho na região próxima as vinícolas de Toscana.
  • Veneto é uma das regiões do nordeste da Itália mais prósperas em produção de vinhos. Tem destaque nos vinhos brancos Prosecco, e o Soave, e nos vinhos tintos, o Amarone.

Espanha

ESPANHA

Símbolo da produção Espanhola é a Tempranillo. Com uma diversidade que pode chegar a mais de 15 nomes diferentes dependendo da regionalidade dentro do próprio país.

Principais regiões produtoras da Espanha:

  • A região da La Rioja, localizada ao norte da Espanha, possui mais de 500 adegas. O local oferece, além dos tradicionais vinhos Cabernet Sauvignon, Merlot e Sauvignon Blanc, bebidas diferentes como o Tempranillo, Imperial Gran Reserva, Castillo e outros. Na cidade da Haro, pode participar do Festival “Batalla del Vino”, onde a população vestida de branco participa de uma brincadeira com pistolas que disparam vinhos.
  • Navarra é conhecida por produzir vinhos rosados a partir da Garnacha. Porém, outros vinhos à base de Chadonnay e Viura também são produzidos.

Estados Unidos

A Mission foi a primeira uva da Europa a ser plantada no território da Califórnia, ganhou esse nome em referências as missões franciscanas. Trata-se de uma uva com alta capacidade produção. Originária da Espanha foi trazida através do México.

Principal região produtora dos Estados Unidos:

  • Califórnia é uma das regiões que mais produz vinhos no mundo, possuindo um número grande de vinícolas, destaque para: Ridge Vineyards, Au Bon Climat, a Calera. O vinho Peter Michael Au Paradis é considerado um dos melhores vinhos da Califórnia

Argentina

Famosa por estar entre os principais produtores de vinhos do mundo. Nos primórdios a Argentina consumia quase que por completo toda sua produção e durante muito tempo sua característica era de uma bebida simples e sem sofisticação. Na década de 90, a modernização e o incentivo de investimentos no mercado de vinícolas mudou completamente o cenário, inclusive aumentando a diversidade de uvas.

Principais regiões produtoras da Argentina:

  • Mendoza é a principal área de produção de vinhos, e onde é feito o melhor vinho Malbec do mundo, representando 70% do cultivo da Argentina. Além de saborear os vinhos, os turistas podem agendar uma visita guiada aos “Caminhos do Vinho”, que percorre diversos vinhedos.
  • San Rafael por ser uma região de temperatura elevada favorece a produção de Syrah e Carbenet Sauvignon
  • No norte, a região de Salta, por ter grande altitude, abriga as vinícolas mais altas do mundo. A escassez de chuva contribui para o plantio de Torrontés, que representa 90% do cultivo da região.
  • Patagônia (Rio Negro), por ter temperaturas e climas diferentes do restante do país, com dias quentes e as noites frias permite um logo amadurecimento, e perfeito para brancos refrescantes, como o Sauvignon Blac e o Semilón.

Chile

A produção de vinhos no Chile ganha destaque em produzir vinhos com preços mais justos, e pelo desenvolvimento de novos terroirs.

Principal região produtora do Chile:

  • Próxima a capital Santiago, o Valle de Colchagua é o maior produtor de vinho do país. São muitas vinícolas nessa região por causa do clima e solo dispostos. O vinho mais típico da região é o Casillero del Diablo. A região do Valle do Colchagua, é a região mais conceituada de vinhos requintados, em seus arredores pode-se encontrar atrações como museus e vinícolas tornando o passeio não só degustativo, mas também cultural.

Austrália

Cada dia mais crescente e modernizada as vinícolas da Austrália infelizmente sofrem com a falta de trabalhadores para o processo de produção de vinhos, em virtude de sua população ser limitada. Caracterizada por uma produção com cerca de 20% de espumantes oriundos de Chardonnay e Pinot Noir, são similares ao Champagne, leve e moderado.

Principais regiões produtoras da Austrália:

  • Barossa Valley é umas regiões que mais possui vinícolas no país. A maioria das vinícolas cultivam a uva Shiraz.
  • A cidade de Margareth River é uma das mais conhecidas do oeste australiano. Suas principais produções são os vinhos Sauvignon, Chardonnay, Sauvignon Blanc, Merlot e Shira

Portugal

Marcante por sua gastronomia, destaca-se também por seus excelentes vinhos, nas imediações de sua vinícolas pode-se apreciar a arquitetura histórica, enotecas, museus e uma grande variedade de vinhos.

Principais regiões produtoras da Argentina:

  • Região dos Vinhos Verdes, local onde há o único lote de Vinho Verde do mundo, naturalmente leve e fresco.
  • A cidade de Porto, leva um vinho muito conhecido com o seu nome o Vinho do Porto, além de apresentar diversos roteiros turísticos.

Alemanha

Produtora de Riesling que é uma das uvas mais perfumadas do mundo. Possui perfumes primários que passam pelo damasco, nectarina, pera e maçã, e os apreciadores dessa variedade buscam sentir cada aroma que essa bebida trás.

Principais regiões produtoras da Alemanha:

  • Rheinhessen é a maior região vinícola do país. Por ter muito jovens trabalhando nos vinhedos, há muita inovação nos vinhos.
  • A cidade de Franken também apresenta muita modernidade em seus vinhedos. Além de poder apreciar um bom vinho Würzburger, pode aproveitar as paisagens da região.
  • A região vinícola de Mittelrhein tem a cultura marcada pelo cultivo do vinho, e por isso foi nomeada pela Unesco em 2002 como patrimônio mundial, servindo de incentivo aos vinicultores.

África do Sul

Um lugar incrível para viagem, com vários pontos turísticos, como a Table Mountain. Destaca-se em posição importante como produtora de vinho no continente africano. O número de vinícolas é superior a de muitos países.

Principal região produtora da África do Sul:

  • Cape Town produz vinhos em suas diversas regiões , mas principalmente em Constantia, que é a região mais antiga de produção de vinhos da África do Sul. O clima e o solo contribui para qualidade dos vinhos. Suas principal produção é o Vin de Constance.

Comprar Adega de Vinho: tudo o que você precisa saber

Categorias: Vinhos

Escrito por Bruno Hermenegildo

Bruno Hermenegildo é Sommelier International, formado pela FISAR (Federazione Italiana de Sommeliers), outorgado com o grau de Wine Master nas regiões do Piemonte e Toscana (Itália), graduado como Advanced pela Wine&Spirits (Londres) e também graduado em Gastronomia. Bruno é membro da Confraria dos Sommeliers de São Paulo, a mais concorrida confraria profissional do Brasil.


Tabela Comparativa de Adegas Art des Caves

Últimas notícias

Receba nossas notícias!