<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Top of Mind no Brasil em Adegas e Climatização

7 dicas de conservação de vinhos para manter a qualidade

Publicado por Rafaela Vidigal em 27/ago/2015 17:43:55

7 dicas de conservação de vinhos para manter a qualidade

Se você nunca passou pela terrível experiência de guardar um vinho precioso com todo o carinho, esperando o momento certo de servi-lo só para sacar a rolha e ter a decepção de perceber que ele avinagrou, está com sorte: talvez você nunca precise vivenciar esse sofrimento! Se já sentiu essa facada no coração, não se preocupe: terá sido a última vez. Isso porque no post de hoje vamos te explicar o bê-a-bá da conservação de vinhos para que você possa apreciá-los na hora certa sempre! Vamos lá?

Deixe o vinho no escuro

deixe-o-vinho-no-escuroJá parou para pensar em por que vinhos são normalmente comercializados em garrafas escuras, e não transparentes? Pois é, o vidro escuro serve para proteger o vinho dos efeitos negativos da luz, e alguns têm até mesmo proteção UV! Então, para conservá-los por mais tempo, a primeira dica é mantê-los em um local escuro. Se precisar usar luzes artificiais para iluminar a adega, o ideal é que você prefira lâmpadas frias.

Guarde as garrafas na horizontal

guarde-as-garrafas-na-horizontalEssa medida pode parecer estranha, mas serve para preservar o poder de vedação da rolha e, consequentemente, as características do vinho. Se a garrafa ficar por muito tempo na vertical, a rolha, sem contato com o líquido, pode ir se desidratando até começar a perder sua função, deixando que o ar entre na garrafa e comece a estragar o vinho.

Controle a temperatura

controle-a-temperaturaO vinho não vai oxidar por estar em 24 graus ou mais em um período de até 30 dias. O que pode ocorrer neste caso é um aceleramento do processo de maturação, prejudicando a evolução dos aromas/bouquet. Ainda assim, teria que ser um período muito longo. A oxidação se dá pelo contato com oxigênio.

O ideal para manter uma coleção de diferentes tipos de vinho (permitindo, inclusive, que eles continuem amadurecendo), é uma temperatura de armazenagem de entre 17 e 18°C, lembrando que é preciso aclimatar o vinho antes de servir (vinhos brancos e espumantes, por exemplo, precisam estar mais frios que isso na hora de sacar a rolha), ok?

Fuja de odores

Já imaginou abrir um vinho e descobrir que ele está com cheiro de alho? Parece cena de filme de terror, não é? Mas saiba que isso pode mesmo acontecer se você deixá-lo guardado perto do alho, já que os odores podem passar pela rolha (mesmo que o ar não passe). Sendo assim, nada de guardar seus vinhos perto de coisas com odores fortes, heim?

Meça a umidade

meca-a-umidadeOutro vilão da armazenagem de vinhos é a umidade em excesso, que pode incentivar o crescimento de fungos (cujo odor também pode penetrar na garrafa) e estragar os rótulos, tornando-os ilegíveis. Para acertar no alvo quando o assunto é a umidade da sua adega, pode ser interessante adquirir um higrômetro para manter a umidade do ar entre 60 e 70%.

Muitos rótulos são colados com colas vegetais e esse tipo de cola é mais suscetível a acumular fungos ao longo prazo. Eles podem acabar se proliferando em um ambiente propício como, lugar de baixa iluminação, temperatura controlada e principalmente umidade alta. Além disso, a cola vegetal permite que o rótulo se solte ou enrugue um ambiente não adequado.

Cuidado com movimentações e trepidações

Pode parecer frescura, mas movimentar o vinho com frequência pode prejudicar suas características originais! Pensando nisso, escolha um local de armazenagem em que as garrafas vão poder ficar quietinhas até a hora de abri-las.

Fique de olho no calendário

fique-de-olho-no-calendarioTodas essas medidas vão te ajudar muito a conservar seus vinhos fora de perigo, mas mesmo assim é preciso ficar atento para não passar do limite de cada um. Verifique o tempo ideal de maturação de cada vinho (alguns deles, inclusive, devem ser consumidos “frescos” mesmo) e anote na sua agenda ou crie um lembrete no seu celular para o momento certo de consumi-lo. Se quiser, você pode até mesmo ter um calendário ou um registro especial para a sua adega!

Guardar seus vinhos adequadamente para conservar seu sabor, textura e aroma por muito mais tempo e amadurecê-los corretamente envolve muitos fatores delicados, e o jeito mais fácil de manter tudo isso sob controle é adquirindo uma adega climatizada. Já pensou em investir em uma? Deixe seu comentário contando pra gente!

Comprar Adega de Vinho: tudo o que você precisa saber

Categorias: Vinhos, Adegas

Escrito por Rafaela Vidigal

Rafaela Vidigal, formada em administração, integra há 9 anos a equipe da Art des Caves. Atualmente vem descobrindo os encantos do marketing. Adora cantar no carro ­(mesmo cantando muito mal), ama comer, beber bons vinhos e dar boas risadas. Acredita que toda garrafa vazia está cheia de boas histórias!


Tabela Comparativa de Adegas Art des Caves

Últimas notícias

Comprar Adega de Vinho: tudo o que você precisa saber

Receba nossas notícias!