<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Linha Sommelier

Tudo sobre vinhos Chilenos

Os vinhos chilenos estão entre os mais prestigiados e premiados do mundo. E sua importância no mundo dos vinhos continua crescendo!


Isso se deve á uma porção de fatores, entre eles a grande variedade na produção do país, ao forte investimento na qualificação da bebida, ao desenvolvimento de novos aromas e sabores e às diversas regiões nas quais são produzidos.


Quer saber mais sobre os vinhos chilenos? Esse artigo é para você!

O país

O País

O Chile possui pouco mais de 18 milhões de habitantes e 756.950 km2. Esta terra comprida e estreita é formada por duas cordilheiras, vulcões, lagos, geleiras e o deserto mais seco do mundo, o Atacama. E esta diversidade de climas e solos permite ao país uma variedade única de oportunidades para a produção de vinhos.  

Ao todo, são seis regiões vinícolas chilenas, todas divididas por sub-regiões. Entre as principais variedades de uvas cultivadas para a produção de vinho estão Cabernet Sauvignon, Syrah, Carménère, Merlot, Chardonnay e Sauvignon Blanc.

Atualmente, 75% da produção vinícola do Chile é direcionada para a exportação. Somente em 2018, foram 966,4 milhões de litros exportados para países como China e Reino Unido. O Brasil é o quinto maior mercado consumidor do vinho chileno, seguido por Japão e Estados Unidos.

Vinhos chilenos e suas regiões

Vinhos chilenos e suas regiões

Aconcágua

Esta região, situada entre o litoral e a cordilheira da costa, possui quatro sub-regiões, os vales de Aconcágua, Casablanca, San Antônio e Leyda.

Valle del Aconcágua - Localizado a sete mil metros de altura, parte da Cordilheira dos Andes, e a 100 km da capital, Santiago, esta região possui um clima estável o que confere aos vinhos produzidos em seus mais de mil hectares de vinhas plantadas características únicas. Cabernet Sauvignon, Syrah e Sauvignon Blanc são as variedades desta localidade que merecem destaque.

Valle de Casablanca - Esta sub-região fica entre Santiago e Valparaíso. São quase 3.700 hectares de vinhas. Com um clima bastante favorável, tanto para o cultivo como para a produção de vinhos, é reconhecida por seus vinhos brancos. Entre as principais estão Chardonnay e Sauvignon Blanc.

Valle de San Antonio e Leyda - Esta sub-região é a mais próxima do oceano, o que dá a seus vinhos sabores e aromas diferentes e especiais. Aqui também se destacam Pinot Noir, Sauvignon Blanc e Chardonnay.

Coquimbo

É a região mais ao norte do país. Das três sub-regiões os vales de Elqui, Limari e Choapa, as duas primeiras são as principais.

Valle del Elqui - Nesta zona, localizada em uma área conhecida como Chico Norte, é encontrada uma ótima combinação de solo, clima e bom suprimento de água, provindo da bacia de Elqui e do reservatório Pulclaro, o que favorece a produção de vinhos finos, provindos das uvas Moscatel, Syrah, Zinfandel e Carménère.

Valle del Limari - Zona próxima ao deserto do Atacama, que possui solo vulcânico e um clima quente e seco, produz vinhos com uma certa mineralidade, frescor e equilíbrio. As castas mais bem sucedidas são Chardonnay, Syrah, Merlot, Carménère e Pinot Noir.

Valle Central

Localizada na região central do Chile, esta região abriga os principais vales, onde a vinicultura chilena começou. Ao todo, são nove sub-regiões, os vales de Curicó - Lontue e Teno, de Maipo, de Maule, de Maule - Claro, De Maule - Loncomilla, de Maule - Tutuven, de Rapel - Cachapoal e Colchagua.

Valle del Maipo - Esta é uma das regiões mais importantes para a vitivinicultura do Chile. Ela possui uma longa tradição, com caves construídas no século 19. Possui um clima estável, mediterrâneo, com estações do ano bem definidas o que garante as condições ideais para o plantio e produção de bons vinhos. Entre as principais uvas do local estão Cabernet Sauvignon, Carménère, Merlot, Chardonnay e Syrah.

Valle del Rapel - Esta é uma grande zona produtora de vinho chileno. Cerca de um quarto da produção do país vem desta região, que abrange o Colchagua e o Cachapoal. Suas principais características são temperatura elevada e tempo seco, o que permite produzir diferentes estilos, como Carménère, Cabernet Sauvignon e Syrah.

Valle del Curicó - Esta grande sub-região é dividida em outras duas, Lontue e Teno. A área é conhecida pelos seus vinhos de qualidade, especialmente os tintos produzidos com a Cabernet Sauvignon e os brancos com Sauvignon Blanc. Miguel Torres, um dos nomes mais importantes do cenário vinícola espanhol, foi o responsável por introduzir técnicas e tecnologias europeias na região, que possui o solo composto por pedras calcárias e vulcânicas.

Valle del Maule - Esta é a maior região produtora de vinhos do Chile. A área onde as vinhas são plantadas é uma das mais frias do país e possui longos períodos de chuvas. A grande diferença de temperatura entre dias e noites faz com que as uvas tenham boa acidez e amadureçam melhor. As principais variedades plantadas são Carménère e Cabernet Sauvignon.

Agora que você já sabe tudo sobre vinhos chilenos, que tal conhecer mais sobre vinhos portugueses?

Me conte, qual seu vinho chileno favorito?

Escrito por Rafaela Vidigal

Rafaela Vidigal, formada em administração, integra desde 2007 a equipe da Art des Caves. Atualmente vem descobrindo os encantos do marketing. Adora cantar no carro ­(mesmo cantando muito mal), ama comer, beber bons vinhos e dar boas risadas. Acredita que toda garrafa vazia está cheia de boas histórias!

New call-to-action
Comentários:
0