<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Qual a temperatura ideal para servir o vinho?

Qual a temperatura ideal para servir o vinho?

Seja num jantar especial ou mesmo para relaxar ao fim do dia, o vinho é sempre uma ótima pedida. Geralmente, o máximo de cuidado que as pessoas têm nesses momentos é decidir se a bebida será do tipo branco ou tinto e escolher uma boa marca.

Porém, para apreciar o vinho da melhor maneira possível, é preciso ir além desse básico que todos fazem. Se você quer desfrutar dos benefícios dessa bebida e aproveitar todas as melhores características e qualidades que ela oferece, não pode se esquecer de um aspecto essencial: a temperatura.

Ficou interessado mas não tem ideia por onde começar? Calma, pois iremos te contar no post de hoje quais são as temperaturas ideais para se servir o vinho conforme cada tipo, além de te ensinar sobre as vantagens que esse cuidado proporciona! Acompanhe conosco.

Cada caso é um caso

cada-caso-e-um-casoO vinho branco e tinto não possuem o mesmo sabor, combinam com diferentes comidas e são servidos em situações distintas. Nada mais natural, então, que suas temperaturas ideais também variem!

Um ponto de partida é saber que, de forma geral, o vinho branco deve ser servido fresco, ao passo em que o tinto fica melhor à temperatura ambiente. Mas há alguns cuidados e exceções a que devemos prestar muita atenção.

Antes de tudo, nada de ficar medindo a temperatura no “achômetro”. Adivinhar ou supor em quantos graus está a bebida é um bom atalho para fazer tudo dar errado. Para garantir a precisão necessária, basta adquirir o termômetro específico para isso, fácil de encontrar em lojas voltadas para o mundo vinícola.

Branco: temperaturas mais baixas

branco-temperaturas-mais-baixasServido em baixa temperatura, o vinho branco possui alto efeito refrescante, o que pode ser muito interessante em países quentes como o Brasil. O ideal é que seja servido entre 6°C e 8°C, se for leve e doce; 7°C e 10°C, caso seja jovem, meio-seco ou encorpado; e de 10°C a 12°C, para os que são encorpados. Caso fiquem mais quentes, vão apresentar álcool em excesso.

Não é muito aconselhável colocar a garrafa de vinho na geladeira ou no congelador a fim de conseguir um resfriamento rápido. O melhor é recorrer primeiro ao método de mergulhá-la num balde com água fria e gelo. Se o vinho já estiver à mesa e o calor for muito, é bom mantê-la no balde com gelo — chamado de “frappé” —, para assim conservar a temperatura ideal.

Mas não fique pensando apenas se o vinho branco não está quente. Caso ele fique frio demais, seu aroma irá desaparecer — assim como boa parte do processo de degustação da bebida.

Tinto: temperaturas mais altas

tinto-temperaturas-mais-altasO vinho tinto, geralmente, é servido a temperaturas mais altas que o branco. No caso do tipo jovem, nem tanto, uma vez que o ideal é que esteja entre os 11°C e os 14°C, o que é parecido com o do branco encorpado. No caso do encorpado tinto, a média é entre 15°C e 17°C, enquanto os de reserva encontram seu ponto ideal de 16°C a 18°C.

O calor dos tintos ajuda na apreciação dos aromas, enquanto uma temperatura muito baixa deixa a bebida desagradável e ácida. Agora que você já sabe qual a temperatura ideal de cada vinho, basta utilizar o termômetro, adotar as estratégias apontadas acima e se preparar para aproveitar o néctar dos deuses em sua condição ideal.

Ficou com alguma dúvida sobre os procedimentos? Então compartilhe conosco através dos comentários.

Comprar Adega de Vinho: tudo o que você precisa saber

Comentários:
0