<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Entenda as diferenças entre os principais tipos de vinhos

Entenda-as-diferencas-entre-os-principais-tipos-de-vinhos

A arte da apreciação do vinho não é vista atualmente como algo exclusivo para enólogos com vasto conhecimento sobre o assunto ou pessoas das classes mais altas. A cada dia mais admiradores buscam consumir e entender sobre o universo dos vinhos. Fato é que a bebida já se popularizou e caiu no gosto do brasileiro.

Apesar dessa admiração crescente, em grande parte das vezes o vinho é produzido em processos complexos, conferindo-lhe características distintas e sofisticadas, embora muitos achem que os vinhos se diferenciem apenas pela uva utilizada na produção.

Conhecer os principais tipos de vinhos é algo útil tanto para os apreciadores da bebida quanto para aqueles que estão interessados em conhecer mais sobre o saboroso e plural mundo da enologia. Isso mesmo, consumir vinho é mais que tomar uma bebida, é ter a possibilidade de experimentar sensações diferentes devido à sua diversidade.

Pensando nisso, criamos este post para esclarecer dúvidas sobre os principais tipos de vinhos. Confira!

Quanto à cor

quanto-a-cor

Essa é a classificação mais conhecida entre os principais tipos de vinho, talvez porque seja possível determiná-la visualmente. Veja os exemplos:

  • Tinto: produzido a partir de uvas tintas, esse vinho apresenta coloração que vai do violáceo ao rubi granada e varia de acordo com o tipo de uva usada, região, tempo de envelhecimento, etc. É o vinho mais conhecido, com maior quantidade de rótulos e o mais vendido no mundo inteiro. Usualmente, indicado para acompanhar pratos com carnes vermelhas e massas.
  • Branco: feito a partir de uvas brancas ou da polpa de uvas tintas, o vinho branco é fermentado com ou sem as cascas. Apesar de ser menos popular que o tinto, é muito bem visto no Brasil e geralmente consumido resfriado. Vai muito bem com saladas, peixes e comidas mais leves, em geral.
  • Rosé: é obtido de duas maneiras: por meio da maceração de uvas tintas com cascas que liberam pouca tinta e também por meio da mistura de um vinho branco ou vinho tinto. Anteriormente produzido de forma mais simples, mas atualmente considerado como um dos grandes estilos, ele é o mais indicado para o clima brasileiro.

Quanto à classe

quanto-a-classe

Essa categoria é mais esmiuçada e define os tipos de vinho com relação ao teor alcoólico, a perlage (quantidade de gás carbônico responsável pelas bolhas no liquido) e a origem da uva. O vinho de mesa apresenta graduação alcoólica de 10° a 13° GL e é dividido nas seguintes classes:

  • Finos: produzidos apenas com uvas viníferas.
  • Comuns: com maior quantidade de uvas labruscas ou não viníferas.

Quanto ao teor de açúcar

quanto-ao-teor-de-acucar

A classificação diz respeito à quantidade de açúcar presente em sua composição. Os vinhos podem ser:

  • Secos: eles possuem até cinco gramas de açúcar por litro.
  • Meio doces: geralmente feito a partir de uvas que tiveram sua colheita tardia, vinhos deste tipo apresentam entre cinco e 20 gramas de açúcar por litro.
  • Suaves: se o vinho tiver mais de 20 gramas de açúcar por litro já é considerado suave. Vinhos desse tipo não devem ser servidos com pratos agridoces sob o risco de tornar a experiência doce demais, mas é ideal com sobremesas.

O ato de beber vinho nunca foi tão apreciado, já que a bebida oferece muitas variações. Saboreie e desfrute o seu preferido a cada bom momento!

Esperamos que suas dúvidas tenham sido esclarecidas. Qual é o tipo de vinho que você mais gosta? Que tal contar pra gente deixando um comentário?

Comprar Adega de Vinho: tudo o que você precisa saber

Comentários:
0