<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Top of Mind no Brasil em Adegas e Climatização

Chocolate e vinho rejuvenescem as células

Publicado por Rafaela Vidigal em 22/mai/2018 10:00:00

Chocolate e vinho rejuvenescem as células

Você sabe o que o chocolate amargo e o vinho tinto têm em comum? Dou-lhe uma, dou-lhe duas... A resposta correta é resveratrol! O nome pode parecer estranho, mas esse composto polifenol tem se tornando um poderoso aliado à saúde. E o mais incrível: ele tem o poder de retardar o envelhecimento. Isso mesmo! Quer saber como? Então continue lendo e descubra por que a combinação chocolate e vinho faz bem para a saúde!

Bom, a primeira coisa que você precisa saber é que o resveratrol é uma substância encontrada tanto em uvas vermelhas como no cacau. Por isso, vinho tinto e chocolate amargo possuem maiores concentrações dela. Vinho branco também possui resveratrol, mas em uma quantidade muito inferior. O composto ainda é encontrado em frutas vermelhas, como o mirtilo, em amendoim e pistache.

Objeto de pesquisas científicas há cerca de 30 anos, esse tipo específico de polifenol tem sido atrelado a uma série de benefícios. Suas propriedades antioxidantes combatem os radicais livres e protegem o sistema cardiovascular, controlando a hipertensão, reduzindo o LDL-colesterol (o ruim) e prevenindo a formação de placas de gorduras nas artérias. A substância ainda está relacionada à redução da incidência de diabetes e até mesmo de alguns tipos de câncer.

Resveratrol e longevidade

RESVERATROL E LONGEVIDADE

No entanto, o que tem chamado a atenção da comunidade científica nos últimos anos é sua associação à renovação celular. Pesquisadores das universidades de Exeter e de Brighton, no Reino Unido, comprovaram a atuação do resveratrol na reativação de células senescentes – células envelhecidas que atingiram seu limite de divisão celular.

Células o quê? Calma, eu explico! Quando as células do nosso corpo param de se dividir, elas não são mais substituídas e se tornam inativas. Apesar de ainda estarem vivas, elas perdem a habilidade de funcionar corretamente. Com o avanço do tempo, elas acabam se acumulando nos tecidos e órgãos, aumentando a suscetibilidade do organismo a doenças. Eis o que acontece no processo de envelhecimento natural.

É aí que entra o nosso incrível resveratrol. A substância impede que os genes responsáveis pelo funcionamento das células, denominados “fatores de empalme”, se desliguem durante esse processo de envelhecimento. Ou seja, o resveratrol mantém o processo de divisão, crescimento e funcionamento das células, fazendo que elas praticamente rejuvenesçam. E aquelas células inativas, que tiveram seus genes “desligados”, voltam a se dividir e a agir como jovens novamente. Não é impressionante?! É como religar um botão da longevidade!

Qualidade de vida

Essa descoberta é extraordinária! A partir daí os cientistas esperam desenvolver outros estudos e até mesmo terapias no campo de rejuvenescimento celular, especialmente para beneficiar a qualidade de vida das pessoas enquanto envelhecem. A ideia é promover um melhor envelhecimento, já que a maioria das pessoas com mais de 80 anos apresenta algum tipo de doença crônica ou degenerativa. E desacelerar ou mesmo barrar o processo de inatividade celular é uma grande sacada para fazer com que as pessoas tenham maior expectativa de vida e envelheçam com mais saúde

Alimentos para o cérebro

Cientistas da Northumbria University constataram que a combinação entre chocolate e vinho faz bem para a saúde e também para a mente. Segundo os pesquisadores, a combinação dessas duas maravilhas ajuda a dilatar as veias, facilitando o suprimento de sangue ao cérebro. O aumento do fluxo sanguíneo para o cérebro eleva as concentrações de açúcares e oxigênio no órgão, tornando mais efetivas e rápidas as conexões neurais e até mesmo a realização de atividades e cálculos complexos.

O composto presente no cacau e na uva parece reduzir também a toxicidade causada pelo glutamato, um aminoácido que atua como neurotransmissor e que pode estar relacionado ao aparecimento do Alzheimer. Segundo pesquisadores da Universidade Johns Hopkins, de Baltimore (EUA), o resveratrol ainda oferece proteção contra o acidente vascular cerebral (AVC).

Bom, esses são alguns apontamentos que as pesquisas nos revelaram até agora. Esperamos que elas confirmem ainda mais benefícios do consumo moderado de vinho e, claro, do resveratrol. Enquanto isso, brindemos! Saúde!

Gostou do nosso artigo? Compartilhe com seus amigos!

Comprar Adega de Vinho: tudo o que você precisa saber

Categorias: Vinhos

Escrito por Rafaela Vidigal

Rafaela Vidigal, formada em administração, integra desde 2007 a equipe da Art des Caves. Atualmente vem descobrindo os encantos do marketing. Adora cantar no carro ­(mesmo cantando muito mal), ama comer, beber bons vinhos e dar boas risadas. Acredita que toda garrafa vazia está cheia de boas histórias!


Tabela Comparativa de Adegas Art des Caves

Últimas notícias

Receba nossas notícias!