<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Vinho Sauternes: como é feito o famoso vinho de sobremesa de Bordeaux

Vinho Sauternes: como é feito o famoso vinho de sobremesa de Bordeaux

Já ouviu falar de “podridão nobre” ? Pois é, o termo está na chave do processo de produção do vinho de sobremesa mais famoso da região de Bordeaux, o vinho Sauternes.

A bebida tem a tonalidade de ouro envelhecido que com o tempo evolui para âmbar. Ele se enquadra na definição de vinho de guarda, pois é um dos mais longevos vinhos. Safras especiais podem ser armazenadas por mais de um século.

Em sua região de origem, no sudoeste da França, cinco distritos são oficialmente autorizados a produzi-los: Sauternes, Barsac, Bommes, Farges e Preinac.

Colheita do vinho Sauternes

A alma do vinho Sauternes é a uva semillion, que ocupa 80% dos vinhedos da região onde ele é produzido.

Os métodos de produção são bastante rigorosos, a começar pela colheita das uvas, feita manualmente, bago por bago. O grande detalhe é que só são retiradas as uvas super maduras, já amolecidas depois de serem atacadas pelo fungo Botrytis cinerea.

Esse micro-organismo perfura a pele das uvas, causando grande perda de água e deixando a sumo da fruta com alta concentração de açúcar e sabores. Esse processo é “podridão nobre” que falamos no início do post.

O sistema minucioso da colheita demanda tempo. A retirada das uvas geralmente começa em setembro e só é concluído em meados de novembro.

Aromas, sabores e harmonização

Para ter a denominação Sauternes, o vinho necessita ter nível alcoólico de 13%, mas não há regulamentação para a quantidade residual de açúcar.

O aroma dessa bebida combina frutas exuberantes e notas florais com toques de mel, cera de abelha, especiarias e amêndoas. Os vinhos Sauternes são ao mesmo tempo encorpados e aveludados, com ótimo equilíbrio entre acidez e doçura.

A bebida harmoniza muito bem com pudins e sobremesas de frutas não ácidas, como creme de papaia e doce de abóbora. É ainda ótima combinação para degustar com queijos fortes como gorgonzola e roquefort, principalmente se o vinho for servido bem gelado, o que amplia seu potencial.

Deu vontade de abrir uma garrafa para degustar um vinho Sauternes? Quer ler sobre outros assuntos aqui no blog? Escreva para nós nos comentários abaixo!

Comprar Adega de Vinho: tudo o que você precisa saber

Comentários:
0