<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=184990051839905&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Top of Mind no Brasil em Adegas e Climatização

Posso ou não colocar gelo no vinho?

Publicado por Bruno Hermenegildo em 26/mai/2016 10:00:00

POSSO OU NÃO COLOCAR GELO NO VINHO?

A resposta para essa questão é sim! Você pode muito bem colocar gelo no vinho, porém, vale ressaltar que ele poderá perder algumas de suas principais características, como o verdadeiro aroma e paladar. Nos espumantes, por exemplo, o gelo pode modificar as borbulhas; nos rosés e brancos, o aroma fica fraco e os tintos podem ficar rascantes, já que as pedrinhas de gelo realçam o tanino.

Muitas pessoas já tiveram essa vontade e curiosidade, já que moramos em um País tropical e o extremo calor nos impulsiona a beber drinks mais gelados e refrescantes. Portanto, a decisão é sua: se você gosta de colocar algumas pedrinhas de gelo, fique à vontade! Colocar gelo no vinho virou um tabu, pois muitos acreditavam que isso era inaceitável, mas hoje vamos quebrar esse paradigma.

Vinhos leves e frescos para serem servidos com gelo

VINHOS LEVES E FRESCOS PARA SEREM SERVIDOS COM GELO

Uma novidade que está fazendo bastante sucesso ao redor do mundo são os vinhos feitos para serem apreciados com gelo. Essa moda começou nos verões europeus e se espalhou até chegar ao Brasil. O rótulo Moët & Chandon inovou com espumantes que contêm mais de açúcar e borbulhas que os demais. O valor é um pouco mais salgado que os demais, mas vale a pena!

Uma dica é experimentar essa novidade para se refrescar no verão! Que tal testar com rótulos mais simples? Por exemplo: você pode experimentar vinhos e espumantes mais baratos, como os feitos para beber no dia a dia. Há quem coloque uma pedra de gelo no vinho por poucos segundos para resfriá-lo e deixá-lo na temperatura ideal. Qual o problema, não é mesmo?

Vinhos para você experimentar com pedrinhas de gelo

VINHOS PARA VOCÊ EXPERIMENTAR COM PEDRINHAS DE GELOChandon Passion: ele é extremamente aromático e faz lembrar ameixa vermelha e jasmim, além de ser adocicado e com sabor frutado. Se adicionar gelo, ele não perderá esse incrível aroma e nem ficará diluído. Perfeito!

Marquis de Rothberg Ice: esse tem notas de pêssego e pera. Ele também possui um aroma perfumado e notinha mineral tostada. Por isso, é bastante adocicado e com uma ótima espuma. Ao acrescentar gelo o sabor fica muito doce e o aroma perde um pouco.

Rosé Piscine: esse vinho possui pouco perfume e é suavemente tostado. Quando degustado, você sentirá um sabor mais adocicado e cremoso. No entanto, ele não é muito refrescante.

Além desses, você também pode degustar J.P Chenet Ice Edition e Porto Croft Pink.

Atenção! Se você é daqueles que prefere degustar cada toque especial do vinho, como aqueles com aromas e sabores inconfundíveis, é melhor evitar os gelos. Se quiser provar mais gelado, procure tentar com os citados acima!

Você já experimentou acrescentar umas pedrinhas de gelo no vinho? Aprova ou não essa novidade? Conte para nós! Ah, e não se esqueça de seguir nosso blog para acompanhar mais curiosidades sobre vinhos!

Comprar Adega de Vinho: tudo o que você precisa saber

Categorias: Vinhos

Escrito por Bruno Hermenegildo

Bruno Hermenegildo é Sommelier International, formado pela FISAR (Federazione Italiana de Sommeliers), outorgado com o grau de Wine Master nas regiões do Piemonte e Toscana (Itália), graduado como Advanced pela Wine&Spirits (Londres) e também graduado em Gastronomia. Bruno é membro da Confraria dos Sommeliers de São Paulo, a mais concorrida confraria profissional do Brasil.


Tabela Comparativa de Adegas Art des Caves

Últimas notícias

Receba nossas notícias!